Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘transito’

Ah, o trânsito…

Por: Flávio Demarchi

Todo paulistano é meio masoquista. A gente adora pegar um trânsito básico para ter um bom motivo para ficar nervoso. Parece que por aqui o stress não é só um problema social. É um estilo de vida.

Os 800 carros novos por dia que aparecem na cidade são a maior prova disso. Inconscientemente, o que o povo quer é piorar a situação! Mais que um problema estrutural, o trânsito é uma terapia coletiva. É uma mistura de carnaval fora de época com um ritual de exorcismo.

A buzina, por exemplo. Ela equivale a horas de psicanálise! Não há nada mais gratificante que apertar o meio do volante com as duas mãos, como se fosse o pescoço do sujeito na sua frente. Claro que o efeito prático é nulo, já que o semáforo não vai abrir mais depressa, e nem o caminhão mais à frente vai ocupar menos espaço. Mas o que vale é o efeito moral. Sentir-se o agente corretivo, com pressa, ameaçador. Em suma, o carro alpha. Aliás, tenho certeza que o transporte público seria muito mais utilizado se houvesse buzinas individuais disponíveis para os passageiros. As pessoas ficam muito mais satisfeitas se contam com a possibilidade de descontar nos outros o próprio nervosismo.

Para falar a verdade, o objetivo do post de hoje era mostrar momentos de estresse no trânsito para combinar com o post anterior. O problema é que todos os vídeos que encontrei eram muito violentos e eu senti que não iria melhorar o dia de ninguém. Por isso vou colocar aqui dois vídeos mais leves. O primeiro, um clássico, vale para me lembrar que tudo que disse mais acima vale para qualquer cidade grande do mundo, não só São Paulo.

O segundo para mostrar que estou na cidade errada, usando o meio de transporte errado, olhando para a paisagem errada. Snif.

Anúncios

Read Full Post »

Por: Flávio Demarchi

O Brasil tem mais ou menos 180 milhões de habitantes. Destes, 10,6 milhões trabalham da própria casa.

É o que diz uma notícia que encontrei no UOL empregos (e que não sei como não tinha visto antes).

Uma passagem interessante:

“…a cidade perde por ano R$ 4,1 bilhões com congestionamentos, e o paulistano poderia converter em renda 30% do tempo que perde para se deslocar até o escritório.”

Eu acho que a perda pode ser até maior, já que depois de mais uma hora de trânsito você não produz tanto quanto poderia por puro estress.

É bom, mas não estranho, ver também que são as microempresas que mais se beneficiam deste tipo de trabalho. Provavelmente atraídas pela redução de custos elas também saem ganhando em produtividade.

Veja a matéria completa e aproveite para ver este link relacionado: “Trabalhar de casa ajuda o moral e reduz o estresse, diz pesquisa”.

Read Full Post »